Jabuticabeira

A jabuticaba, jaboticaba ou jabuticabeira é uma árvore frutífera brasileira da família das mirtáceas, nativa da Mata Atlântica. Com a recente mudança na nomenclatura botânica, há divergências sobre a classificação da espécie: Myrciaria cauliflora (Mart.) O. Berg. 1854 ou Plinia trunciflora (O. Berg) Kausel 1956. Segundo Lorenzi et al.  a segunda seria outra espécie, a jabuticaba café.

Descrita inicialmente em 1828 a partir de material cultivado, sua origem é desconhecida.

Outros nomes populares: fruita, jabuticabeira-preta, jabuticabeira-rajada, jabuticabeira-rósea, jabuticabeira-vermelho-branca, jabuticaba-paulista, jabuticaba-ponhema, jabuticaba-açu.

Outras espécies de jabuticaba: Myrciaria jaboticaba (Vell.) Berg, conhecida como jabuticaba Sabará  encontrada com mais frequência no estado de Minas Gerais, no Brasil.

Características

É planta perenifólia, higrófila e que exige sol moderado a pleno.

A árvore, de até 10 m de altura, tem tronco claro manchado, liso, com até 40 cm de diâmetro.

As folhas, simples, tem até 7 cm de comprimento.

Floresce na primavera e verão, produzindo grande quantidade de frutos. As flores (e os frutos) crescem em aglomerados no tronco e ramos.

Seus frutos pequenos, de casca negra e polpa branca aderida à única semente, são consumidos principalmente in natura, ou na forma de geléia, suco, licor, aguardente, vinho e vinagre.

É uma das frutíferas mais cultivadas, desde o Brasil colônia, em pomares domésticos.

A dispersão dos frutos é feita pela fauna, incluindo aves. As sementes podem ser plantadas com a polpa, mas para armazená-las é necessário despolpá-las em água corrente e deixar secar à sombra.

Formas cultivadas

  • jabuticaba-açu-paulista: frutos grandes de sabor levemente adstringente, consumidos “in natura”
  • jabuticaba-ponhema: muito produtiva, frutos grandes ligeiramente amargos,usada na produção de geléia
  • jabuticaba-precoco: frutificação freqüente, frutos pouco resistentes, com casca muito fina
  • jabuticaba-vermelha: porte baixo, frutos vermelho-vinho.

Usos

Ornamental, a planta se presta ao paisagismo, além de atrair a avifauna e também na arte do bonsai.

Como bonsai ela deve ser cuidada da seguinte maneira:

jabuticabeira

Ambiente: Em climas temperados, pode ser colocada durante todo o ano, próxima a uma janela bem iluminada e arejada, porém cuidado com os ventos muito fortes. Em ambientes externos (aconselhável que seja desde a metade da Primavera até o final do Verão), o ideal é colocá-la em um local ensolarado ou a meia sombra. Não suporta geadas fortes, devemos protegê-la do frio, principalmente se a temperatura estiver abaixo de 15ºC.

Rega: Quando for preparar o vaso para o plantio, é fundamental garantir um bom sistema de drenagem para escoar a água das regas. Antes de colocar a mistura de terra, coloque uma camada de argila expandida no fundo do vaso. Regue generosamente durante os meses de Verão, a jaboticabeira adora solos encharcados, porém reduza a freqüência da rega durante o Inverno. O melhor é manter o solo fortemente úmido.

Adubação: Prepare a mistura de solo da seguinte forma: 1 parte de terra vegetal, 1 parte de pedriscos e 1 parte de areia. Encha o vaso com a mistura até mais ou menos a metade e ajeite a muda de forma que ela fique na altura adequada à borda do vaso. Se for preciso, abra mais a cova ou coloque mais terra para chegar na altura desejada. Lembre-se de fazer a tarefa com cuidado, preservando o torrão de terra da muda, pois ele protege as raízes. Tudo certo? Agora complete o vaso com a mistura de terra e faça uma rega abundante. Use torta de mamona + farinha de osso a cada trinta dias, do início da Primavera até o final do Verão. Durante o Outono e o Inverno, diminua a freqüência. O adubo de liberação lenta, pode ser usado sem problemas, desde que não se exagere na quantidade.

Transplante: A melhor época é na Primavera, bem no início dela, e somente a cada dois anos, fazendo uma poda moderada das raízes. Após o período de adaptação, a planta deve receber diariamente pelo menos 4 horas de luz solar direta. É preciso também cuidar da nutrição das frutíferas. No cultivo em vasos, as adubações devem ser realizadas com maior freqüência e adequadas à espécie escolhida. De forma geral, dê preferência às adubações orgânicas com esterco curtido, torta de mamona, húmus de minhoca, etc

Aramação: A jabuticabeira cresce naturalmente como uma árvore, então a aramação é pouco utilizada. Mas, se for necessário, faça somente nos galhos mais lenhosos, sua madeira é bem flexível, mas sempre tome cuidado ao tentar “dobrá-la“. Antes de aramá-la, fixe bem a planta, com fita adesiva ou alguma outra coisa que evite que o tronco principal fique balançando enquanto você enrola o arame na árvore. Os arames podem permanecer na árvore por até seis meses, mas nunca deixe que eles façam marcas na casca. Se os arames estiverem penetrando na casca tire-os imediatamente

Poda: Pode os brotos no segundo ou quarto par de folhas, quando estiver com seis ou oito pares de folhas desenvolvidas, isso fará com que a próxima brotação seja mais vigorosa, e ajuda a manter a forma do bonsai. Você pode fazer podas drásticas ou remoção de galhos durante todo o ano, porém, a melhor época é durante a Primavera.

Insolação

Qualquer bonsai deve receber sol diretamente em suas folhas. A jabuticabeira é uma planta sensível ao frio, normalmente seu crescimento é lento em temperaturas baixas.  Quando a temperatura estiver abaixo de 10oC, devemos protegê-la colocando-a em locais onde o vento frio não a atinja. Na primavera, quando a temperatura normalmente já ultrapassa esta faixa, devemos colocá-la em local onde a mesma possa receber raios solares diretamente em suas folhas. A exposição da Jabuticabeira ao sol é indispensável para sua floração e a frutificação.

Componentes

Estão presentes na polpa da jabuticada: ferro, fósforo, vitamina C  e boas doses de Niacina, uma vitamina do complexo B que facilita a digestão e ajuda a eliminar toxinas. Na casca escura existem teores de pectina e a penidina,  além de um pigmento, antocianina, responsável pela coloração azul arroxeada da jaboticaba.

Ocorrência

Ocorre na América do Sul, na Bolívia, Brasil e Paraguai, e na América Central, em Honduras e El Salvador.

No Brasil, é encontrada em Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Goiás e Rio Grande do Sul.

Mais comum em planícies aluviais da beira de rios e baixadas da mata pluvial e das submatas de altitude, principalmente de pinhais; é rara na mata primária sombria.

Cultivo em pequena escala

O cultivo de enxertos é mais simples que desde a semente. Plantas enxertadas requerem manutenção cuidadosa e vivem menos tempo, embora produzam mais jovens.

A taxa de germinação das sementes de jabuticaba é baixa. A planta jovem precisa ser mantida em ambiente semi-sombreado nos primeiros meses de vida.

É preciso manter a terra sempre úmida, regar constantemente e podar os ramos baixos. Entre-safras é necessário escovar o tronco e os galos para retirar cascas e resíduos das frutas e/ou flores antigas. Para manter úmido, uma boa dica é colocar uma garrafa grande com um furo na base cheia de água ao lado do tronco. Porém regas constantes são indispensáveis para uma boa colheita.

Para colher, espere os frutos estarem bem maduros, bem pretos e brilhantes. Quanto mais maduros, mais doces serão os frutos

7 respostas a Jabuticabeira

  1. Ísis Silva Stelling diz:

    Adorei isso!!!!!!
    Para n dizer ao contrário…

  2. Raphael diz:

    Olá

    as pontas das folhas do meu bonsai de jabuticabeira estão ficando marrom nas pontas, inclusive as que estão nascendo (e continua nascendo). Devo tirar essas com as pontas secas? Não sei se é muita insolação ou pouca água.
    Rego fartamente uma vez ao dia, pela manhã. Deixo em insolação direta das 8:00 às 11:00.
    Depois, deixo em uma mesa próxima a uma janela, onde ele normalmente fica o resto do dia (boa iluminação). Por, um breve período durante a tarde ele acaba pegando sol – mais menos por uma hora. É isso.

    obrigado

    abs

    • Raphael…
      Se esta jabuticabeira fosse minha, deixaria o dia todo no sol. Esse negócio de tira e põe não dá certo.. Deixa o dia todo e espere ela se adaptar (de 3 a 4 meses). Após este período faça uma desfolha igual ao vídeo que postei e vão nascer folhas novinhas sem mancha alguma… abração

  3. Boa tarde, tenho varias duvidas em relação ao meu bonsai, ganhei ele a 1 ano e 6 meses, vc tem email para contato o qual posso esclarece-las???? Obrigada e parabéns pelo blog!

  4. Johnny diz:

    EU transplantei meu bonsai de jabutica, so que eu nao sabia, e coloquei adubo. Bem as folhas secaram e cairam, verifiquei o caule e ainda esta verde, isso já faz 5 a 6 meses, o que eu faço???

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s