Shimpaku

SHIMPAKU

shimpaku

shimpaku

Família: Cupresaceae 

Juniperus

Origem: Inclui ao redor de sessenta espécies, difundidas por todo Hemisfério Norte.

Características: É uma conífera que pode variar de aspecto em função da idade: as agulhas jovens são largas, de cor clara e compactas, tornando-se pequenas com a idade, em forma de escamas. O mesmo exemplar pode apresentar folhagens jovens e adultas. O tronco é escuro e levemente avermelhado, desprendendo a casca com facilidade.

Variedades mais indicadas para bonsai:

Juníperus chinensis “sargentii” (Shimpaku) – Originário da China. Frequentemente utilizado no Japão para bonsai. Nos viveiros do Brasil ainda há uma certa dificuldade de encontrarmos, porém existem comércios especializados. É a espécie mais apreciada pelos bonsaístas brasileiros. Também encontramos no comércio, variedades similares como o “Plumosa” ou, ocasionalmente o “Pfitzeriana”, sendo esta última um pouco mais difícil de se trabalhar, porém com custo bastante acessível.

Juníperus communis – Muito utilizado nos jardins como planta ornamental, podendo ser encontrado com facilidade nos viveiros, inclusive exemplares mais velhos. Suas agulhas são pontiagudas, machucando um pouco as mãos na modelagem. Esta variedade tem um aspecto muito bonito.

Juníperus horizontalis (cedro jacaré) – Sua principal característica é o crescimento rastejante, sendo por isso, muito indicado para os estilos “Cascata” e “Semi cascata”. Também encontramos com bastante facilidade. É de fácil manuseio.

Devido ao grande número de espécies e variedades, mencionamos acima apenas as mais comuns hoje no Brasil. Percebe-se que nos últimos anos tem sido introduzidas novas espécies, às quais ainda são difíceis de encontrarmos tais como:

Juniperus procumbens nana; Juniperus rigida; Juníperus da California, etc…

Ambiente: Planta característica de exterior. Seu habitat é tão diverso quanto seu crescimento. Adaptam-se desde zonas próximas ao mar até alturas de 3.70o metros. Preferem lugares ensolarados, porém os exemplares jovens e recém transplantados devem ser protegidos do excesso de sol. Não temem o vento e se adaptam a todo tipo de solo, desde que sejam bem drenados.

Rega: Regue abundantemente, verificando sempre se a terra secou antes de voltar a molhar. No verão, regue e borrife-o todos os dias diminuindo a frequência no outono e inverno, aumentando no início da primavera.

Adubo: Aplique adubo na primavera e no outono, com intervalo de duas a três semanas. Aumente a última dose do outono para preparar a árvore para o inverno. Não adube no verão e tampouco uma árvore doente ou recém transplantada.

Transplante: No início da primavera, antes que comece a brotar, a cada três ou cinco anos, em função da idade. Pode de 30 a 50% das raízes, que toleram bem a poda. Os juníperus preferem uma terra com boa drenagem, por isso aconselha-se aumentar um pouco mais a porcentagem de areia na mistura da terra – até 50%.

Poda: É necessário despontar os brotos novos, da primavera ao outono. Nunca corte as agulhas com a tesoura, mas com pinças ou mesmo com as unhas. Os juníperus têm a propriedade de voltar a brotar de maneira imprevisível. Por este motivo, evite eliminar toda a folhagem de um galho durante as podas, para não correr o risco de perder este galho por falta de brotação.

Limpeza: Elimine regularmente, desde a primavera até o outono, as agulhas amarelas. Limpe sempre a parte interna da árvore para sua folhagem se desenvolver melhor.

Aramação: Faça-a no outono e conservar o arame oito meses aproximadamente. Repita a operação todos os anos, até que tenha conseguido a forma desejada. Cuide que as agulhas não fiquem amassadas entre os arames.

Dicas: Escolha preferencialmente um vaso marrom não esmaltado ou esmaltado em tom de terra. Opte por vasos mais profundos, principalmente para exemplares mais velhos.

16 respostas a Shimpaku

  1. Pâmela Noiva diz:

    Nossa essa foto ta linda demais acho que essa é a melhor espécie para bonsai né? ou não? rsrs

  2. I stumbled uppon your website and think it really informative. Your aritcle writing is direct, clear and to the point. I’m going to look into more of your blog. Keep up the great work!

  3. Perona diz:

    Olha tudo bem? Cometi o erro de fazer uma poda com uma desoura. Meu Shimpaco tem 5 anos e está cheio de folinhas secas. Estou começando a achar que ele não está ficando menos verde. Tem algo que eu possa fazer?

  4. Amon diz:

    Boa tarde amigão!
    Sou iniciante nessa história de bonsai e, de uma vez só, ganhei 3 espécies: Shimpaku, Jabuticabeira e Pinheiro Negro.
    A minha bibliografia nessa área tem se concentrado somente na internet e confesso que estou um pouco perdido.
    O fato é que estou preocupado com o Shimpaku. Quando o ganhei, ele estava com muitas plantas no vaso, centopéia e caramujos. Acredito ter retirado todos. Mas em torno de uma semana, ele tem apresentado agulhas amareladas. Isso é normal? Elas estão todas concentradas em um lado da copa do Shimpaku…
    Como ganhei todos agora, no natal, não quis fazer nenhuma mudança radical, por não saber a quanto tempo foram adubados…

    Agradeço desde já!
    abraços e parabéns pelo blog!!

    • Olá..

      Legal estes presentes heim… Só que as espécies são de difícil cuidado e manejo, exceto a jabuticabeira. O meu conselho é adquirir o máximo de informação possível, inclusive vídeos no youtube. Ajuda e muito. Quanto a queima do shimpaku, só eu vendo as fotos pra te falar direitinho. Mas um conselho meu é se cadastrar no fórum do Atelier do bonsai, que tem um link aqui do lado. Vc posta as fotos e assim é possível dar um diagnóstico exato. Se quiser me enviar por e-mail, posso ajudar tb..
      mas uma dica é que vc não mecha no Pinheiro e no shimpaku agora. Se for fazer alguma coisa espere o inverno. Se mexer agora eles morrem.

      Grande abraço

      • Amon diz:

        Pensei em adubar com farinha de osso e torta de mamona, por via das dúvidas. Não seria uma boa opção?
        Acessei o fórum e gostaria de enviá-lo umas fotos também. Mas, por incrível que pareça, não consigo achar o seu email…

        abraços!
        valeu pela ajuda!

  5. Neiliely diz:

    Boa tarde, comprei um Bonsai (Shimpaku) em uma feira de plantas na minha cidade, so q poucos meses depois ele começou a secar e agora esta totalmente sem folhas, nao queria de juito nenhum q ele morresse…. O q eu faço????

    • Neiliely. Se o shimpaku secou, com certeza já morreu. Agora uma coisa estranha é que shimpaku não tem folhas e sim agulhas e elas secam e não caem. De qualquer forma, uma maneira de saber se sua planta está morta é raspar com a unha no tronco da planta. Se estiver verdinho está vivo ainda, portanto deixe-a no sol o dia todo. Se estiver seco ou marrom a planta já está morta. Esta espécie é de difícil cultivo. Sugiro que adquira ulmus, calliandras, ficus e pingo de ouro. Essas espécies são de fácil cultivo e aceitam bem os erros cometidos no início. Se quiser continuar com a arte, pesquise o blog que tem muita informação pra quem inicia..
      Grande abraço e obrigado pela visita.

      • Neiliely diz:

        A sim, desculpe e que nao entendo muito bem de bonsai mesmo, sao agulhas e elas secaram e cairam… infelizmente elas secaram e cairam todas, mas os galhos e tronco ainda nao secaram, sera q tem salvação? Moro em Goias e aki e mto quente, sera q posso deixa-lo no sol??? Se tiver alguma coisa q eu possa fazer para q ele nao morra por favor me fale, fui a uma floricultura aki da cidade e eles me falaram para colocar adubo, mas li em alguns lugares q nao se deve adubar uma planta doente…

      • Isso mesmo. Nunca adube uma planta doente. Raspe com a unha como te disse e saberá se morreu ou não. Se não morreu, (deve) colocar no sol o dia todo, tomando cuidado com a rega para nunca esqueçer.
        abraço

  6. Andressa diz:

    mcdonaldbike Boa noite!
    Gostaria de informações sobre shimpaku. Adquiri um e desde então procuro sempre informações.

  7. Djavan Caetano diz:

    Olá. Meu nome é Djavan Caetano.
    Como faço para te mostrar as fotos do meu Bonsai, acho que ele não está indo bem.
    Tem quinze anos, eu comprei a 5 meses, é um bosque de shimpaku (juniperus chineses) Sargentil.
    São tres arvores, e a menor ficou muito amarela.
    Aonde eu deixo ele durante a noite, posso deixar dentro de casa? Pretendo aprender tudo sobre ele, não quero perde-lo. E meus parabens pelo seu trabalho aqui achei fantastico, espero que possa me ajudar. Um grande abraço.

  8. nivia de andrade diz:

    Olá, tenho um shimpaku hà alguns meses mas não sei nada além das coisas que leio na Internet, tem alguns dias que estão aparecendo nas agulhas umas “bolinhas” meio cinzas, todo dia eu olho ele todo e passo uma escovinha macia com água pra tirar, mas todo dia aparece mais, isso é mofo ou o tal dos pulgões? como faço pra eliminar de vez?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s